Vale o valor de mercado que o Avaliador adotou. A conclusão é simples assim! Só que para se chega a ela, a coisa é bem diferente. Para se ter uma ideia, existe o valor arbitrado pela equação de regressão que é cientificamente calculado, e representado pelo termo central do campo de arbítrio ou do intervalo de valores admissíveis. As vezes este valor central ou médio, pode não ser o adotado, e sim o correspondente ao valor de fronteira do intervalo que mais se aproxima do contexto de mercado mais apropriado. Mesmo que o valor adotado seja o de fronteira, o Avaliador deve justificar esta sua decisão.