IRFS – LEI 11638/07

A GANDOLFI AVALIAÇÕES, realiza Avaliações Patrimoniais em conformidade às Leis IRFS – LEI 11638/07 e a Norma NBC T 19.41/Res.CFC Nº 1.255/09.

Nossos Laudos de Avaliação atendem às considerações das Normas Brasileiras de Avaliação ABNT NBR 14653– PARTES 1;2;4, e 5, e são endossados pelos seus Profissionais.

 

IRFS – LEI 11638/07 – Hoje a realidade mundial é irreversível.

A Contabilidade Brasileira atravessa hoje um período de franca modernização diante do processo de convergência internacional. A Lei nº 6404/76 no que tange às demonstrações contábeis foi alterada para a Lei 11.638/07, e já está em vigor e o IFRS – International Financial Reporting Standards (Padrões de Relatórios Financeiros Internacionais). As Corporações e Instituições com receita bruta anual superior à R$ 300 milhões, devem por intermédio de seus profissionais contábeis, adequar-se rapidamente às melhorias. As alterações introduzidas por esta , estão fundamentadas pelos pronunciamentos técnicos CPC 01, CPC 27, CPC28, CPC29, CPC06, CPC 37, CPC 43 e ICPC10.

 

NBC T 19.41/Res.CFC Nº 1.255/09:

A NBC T 19.41/CFC Nº 1.255/09, Contabilidade para Pequenas e Media Empresas, considera os princípios da IRFS integral , e é destinada às Empresas Brasileiras de pequeno e médio porte com receita bruta até R$ 300 milhões.

 

VALOR JUSTO:

A GANDOLFI AVALIAÇÕES procede à uma análise técnica do VALOR de um ativo ou bem, a fim de se verificar qualquer necessidade de sua alteração. mais…O VALOR JUSTO de um ativo corresponde ao VALOR DE MERCADO definido pela quantia mais provável pela qual se negocia voluntariamente e conscientemente deste ativo ou bem, num determinado momento e dentro das condições do mercado vigente.

 

REAVALIAÇÃO PELO CUSTO ATRIBUIDO(DEEMET COST): – CPC 27:

A GANDOLFI AVALIAÇÕES efetua LAUDOS DE AVALIAÇÃO tendo como objeto o CUSTO ATRIBUIDO ou DEEMET COST, expresso como uma “reavaliação”, que pode alterar o valor do bem de forma justa. O custo atribuído deve ser utilizado caso seja verificado que o valor do ativo esteja desajustado, seja muito superior, ou visivelmente inferior, ao seu VALOR JUSTO, evitando distorções que possam vir a prejudicar o balanço patrimonial e o resultado.

O seu controle deve feito de forma que o valor seja baixado ou contabilizado no Patrimônio Líquido da Empresa e levado diretamente ao resultado na conta determinada como a de Ajustes de Avaliação. Devem ser avaliados os ativos, ou grupo de ativos de capital relevante ao empreendimento que encontram-se em operação, e ser ajustados perante seu VALOR JUSTO, principalmente quando há indícios de geração de receita Cash-flow. As normas contábeis internacionais emitidas pela IASB(International Accounting Standarts Board), e estão de acordo sobre a previsão de atribuição de custo na adoção inicial da sistemáticas IRFS 11.638/07 e NBC T 19.41/Res.CFC Nº 1.255/09.

 

LAUDO DE AVALIAÇÃO DA VIDA UTIL – CPC 27:

A GANDOLFI AVALIAÇÕES realiza procedimentos periódicos dos bens em desvalorização identificando as perdas representadas, revisando as VIDAS UTEIS dos BENS, conforme os preceitos da Engenharia de Avaliações.Para que uma Empresa possa apresentar dados confiáveis aos acionistas, e garantir uma maior segurança aos seus gestores, é interessante que a Empresa tenha total controle dos seus bens, tanto para fins contábeis,como para fins legais, garantindo o correto balanço patrimonial, e o equilíbrio das contas para efeito de fiscalização. É necessário que a Empresa identifique ativos em desvalorização, especialmente aqueles em que estão registrados com um valor superior comparado com o valor passível de recuperação durante determinado tempo relativo ao uso ou venda.

 

 

Para a elaboração do Laudo de Avaliação da VIDA UTIL são necessárias as seguintes etapas:

Inventariamento patrimonial; identificando o Bem por Descrição detalhada com as especificações( modelo, número de série e fornecedor do bem, o número do patrimônio, idade aparente).

 

Levantamento de manutenções preventivas, preditivas e reformas;identificando também os bens fora de uso, estacionários, bem como o planejamento das manutenções futuras, e a política de substituição/troca de Bens e/ou componentes, entre outros condicionantes.

 

Determinação da VIDA UTIL: Após identificado o BEM e seus componentes principais (se identificados no controle patrimonial como importantes no contexto do Bem) , estima-se da VIDA UTIL(geralmente em anos) do Bem e/ou seus componentes, baseados nas informações realizadas no levantamento como: especificações técnicas (fabrica) ,projeto, conduta operacional, histórico de manutenções, histórico de gastos com subtituições/reposições) obsolescência tecnológica em relação a outros Bens similares em Empresas do mesmo setor, ambiente operacional, adequação da instalação, condição de uso(como fora de uso/estacionário), entre outras informações.

 

VALOR RESIDUAL – CPC 27:

A GANDOLFI AVALIAÇÕES, fundamenta o VALOR RESIDUAL por um processo criterioso, analisando-se todas as variáveis concorrentes para sua determinação, ficando subscrito ao Laudo da VIDA UTIL e VIDAREMANESCENTE.

É definido como o montante líquido ou quantia representativa Bem ou Ativo esperado por uma margem de segurança razoável, ao fim da suada vida útil econômica , já com dedução dos gastos esperados par alienação.

TESTE DE IMPAIRMANT – CPC 01:

O TESTE DE IMPAIRMENT realizado pela GANDOLFI AVALIAÇÕES, consiste em testar os ativos patrimoniais da EMPRESA para verificar se eles enquadram aos requisitos necessários para adequação da CPC 01, verificando a necessidade de efetuar o registro da REDUÇÃO DO VALOR RECUPERÁVEL evitando manter ativos supervalorizados no seu balanço.

A GANDOLFI AVALIAÇÕES realiza por Avaliação Patrimonial, de duas formas; pela determinação venda liquida(fair value), e valor do liquido de uso do ATIVO, determinado pelo fluxo de caixa gerado pelo seu uso nas atividades de produção. O Teste se completará, comparando-se o VALOR RECUPERÁVEL(VR) (entre o maior dos dois valores obtidos na Avaliação Patrimonial) for confrontar com seu o VALOR CONTÁBIL LÍQUIDO (VCL) . Se VCL for maior que VR, a Empresa deverá registrar A PERDA POR DESVALORIZAÇÃO, e provisionar esta PERDA, ao VALOR CONTÁBIL LIQUIDO do ativo.

A GANDOLFI AVALIAÇÕES aborda este TESTE em um LAUDO DIAGNÓSTICO de IMPAIRMAENT TEST. Nesta abordagem serão observadas os INDICATIVOS DE DESVALORIZAÇÃO dos ativos por CONHECIMENTO PREVIO dos mesmos, através vistorias técnicas e por informações da Empresa. Somente serão testados quando ocorrerem fatos ou eventos que indiquem que o valor contábil do ATIVO não possa ser recuperado.